sábado, 15 de agosto de 2009

Essa Manhã


Acordei chata, pensativa e enjoada..fuçei na mente o que poderia ter me deixado assim.
Gosto do silêncio da manhã, do contraste da temperatura do café com a da boca..
Gosto de ficar sentada em silêncio vendo o dia chegar e a caneca na mão.
Gosto de olhar meu corpo quente e tentar entender o que aconteceu com ele durante a noite..fico assim por uma hora mais ou menos.
Nesta manhã conceitos desfilaram na minha mente..
De repente vi meu tamanho, meu espaço, minha vida.
Me afundei, fui lá dentro e vi o inacreditável.
Não sou mais a mesma pessoa, maravilhosamente modificada, não tenho mais urgências, carências,descobri um amor por mim, por esse mundinho feito de silêncios, calma, leitura, escritas..
Se alguém entrar, terá que ser devagar, quase sem me avisar..Não existem mais espaços a serem preenchidos, existe sim;um caminhar ao lado..
Não consigo mais ser invadida, ninguém mais abre a porta e entra, porque a chave está comigo..
Poder dizer não a sonhos antigos, é dizer sim a paz que conquistei..
Tenho medo de perde-la, pois acho que é só o que tenho, porque não quero ter mais.
Passei 46 anos com a canequinha na mão..Hoje joguei ela fora!
Foi um trabalho a 4 mãos..MEU TERAPEUTA!!!!!!!!!!!
Ah Marcelo!. um anjo, que sensibilidade, que solidariedade..Que profissional!!!! Quero todos no Marcelo...rsrs
Há 4 meses cheguei no seu consultório com a caneca vazia, amassada;coloquei na mesa e disse:"Quero ter por mim o amor que tenho pelos outros"
Chega de me submeter, pedir, me acho tão legal, tão bacana, que se fosse homem, casava comigo..rs(Sem narcisismo) consciência de si..
E fui ali, me despejando, me entornando,me derramando.Sim, porque as questões afetivas sempre foram minha fraqueza, por elas dava bênção a cachorro e chamava gato de tio,chamava urubu de meu louro..rs
O amor não deixou de ser importante, tenho lugar pra ele..mas...não como era antes..
Fui me ocupando comigo, sem perceber consegui me amar, a gostar de mim..e diante do não que darei, fico muito feliz com o sim a "Minha" vida, porque agora ela existe..não é mais utilidade pública, onde qualquer um que precisava, usava.
Continuo a ser do mundo, a me comprometer com as pessoas, a ajudar, me preocupar,a compreender.
Mas nesta manhã, descobri que eu realmente sou e vivo na primeira pessoa.
Essa alegria é indescritível..
O céu hoje está mais azul, a manhã linda..o amor me visitou, mas num modelo que não me cabe mais..
Ninguém vai entender, por esse modelo, quase morri;literalmente falando..
Me despeço do que fui...esse processo vem há umas duas semanas..aceno para o que acreditei ser vital um dia, putz, mas estava sempre fora de mim...isso me cansava..
Hoje vejo que a paz que busquei, a alegria que procurava estava aqui dentro quietinha, como uma pérola em sua ostra.
Essa manhã, traz um novo tempo, novas esperanças..
Sairei para ver o dia e ver o que ele me tras..
Daqui pra frente será assim, um dia de cade vez, cada dia uma nova descoberta, um novo prazer em ser EU..


Márcia Carvalho

2 comentários:

  1. Márcia que bom visitar o teu blog.como quero voltar nada melhor que ser seguidor.Bom fim de semana.

    ResponderExcluir